03 fevereiro 2018

PROTEÇÃO E ALEGRIA: Alinne Rosa apresenta tema de Carnaval que aborda assédio, homofobia e machismo

A cantora Alinne Rosa chega ao Carnaval de 2018 com a intenção de fazer todo mundo refletir. Alinne vai entrar na avenida pedindo “Proteção e alegria”. A frase, retirada da composição “Aquele Fogo” da própria cantora, virou o tema do seu Carnaval deste ano para repudiar o assédio às mulheres, homofobia e o machismo.

“Eu tinha um tema definido, mas resolvi mudar porque esse é um assunto que precisa ser exposto, debatido, divulgado. Quero que as mulheres possam ir às ruas de todo o Brasil para brincar sem preocupação. Sem medo de assédio, de violência. Beijar é bom, flertar é legal, mas tudo tem que ter consentimento. Não é não”, comentou Alinne.

Se preparando para o quarto Carnaval em carreira solo, a musa baiana revelou o depoimento de um fã que a deixou triste, porém com mais vontade de falar sobre o tema. “A comunidade LGBTQ+ sempre respeitou muito meu trabalho e a nossa sintonia surgiu de maneira natural. Recentemente, fiz um show em Salvador e recebi um tweet de um fã comentando que tinha se divertido muito, mas na volta pra casa teve medo por causa de um ataque homofóbico. Aquilo me deixou triste, indignada. Estamos em 2018 e ainda tem gente que não aprendeu a respeitar as diferenças”, explica a cantora.

Por falar em depoimento, Alinne Rosa resolveu apresentar o seu tema de Carnaval de uma maneira diferente. Em parceria com o fotógrafo Marcelo OG e a artista plástica Tiana Lago, a cantora preparou fotos com frases e depoimentos reais escritas em seu próprio corpo sobre assédio, homofobia e machismo.

“É aquilo de sentir na pele, sabe? Estava conversando com a minha equipe e chegamos nesse ponto, de retratar na minha pele os absurdos que enfrentamos diariamente. Eu já escutei muita coisa. Tenho fãs que foram assediadas, outros fãs sentiram a homofobia na pele. Já li e vi tanta coisa, isso é inaceitável”, pontuou Alinne.

Frases como “Ela vem nua nesse Carnaval?”, “Você não tem vergonha de ser assim?”, “Ela pediu isso”, “Fui xingada por todos os palavrões possíveis”, além de “Só peço proteção e alegria” e “Não é Não” estão espalhadas pelo corpo de Alinne.

A turma do Coletivo “Não é Não” – que distribui tatuagens com os dizeres de maneira gratuita pelas festas de Carnaval do país – colaborou com o envio de tatuagens para a cantora. Através de financiamento coletivo, as tatuagens estão sendo distribuídas no Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) Salvador (BA), Recife e Olinda (PE).

A cantora Alinne Rosa vai pedir “Proteção e Alegria” durante toda a folia. Na quinta-feira (8), ela puxa um trio para o folião pipoca no circuito Barra-Ondina, em Salvador. No sábado (10), no mesmo circuito, ela vai desfilar com inédito bloco “O Vale”. Já no domingo (11), Alinne Rosa se apresenta em Barreiras (MG). Na segunda e na terça-feira, a cantora viaja para Minas Gerais, onde vai se apresentar em duas cidades diferentes.

Vale // Alinne Rosa - Vale (Tô no Vale)
icon-download
  1. Vale // Alinne Rosa - Vale (Tô no Vale)
  2. Aquele Fogo // Alinne Rosa - Aquele Fogo
  3. Lágrima das Inimigas // Alinne Rosa - Alinne Rosa - Aquele Fogo
  4. País da Fantasia // Alinne Rosa - País da Fantasia